Arquivos para categoria: Kika Salvi

Sabe aqueles dias em que você quer uma comidinha rápida, fácil e deliciosa? Para dias assim, deus (ou quem quer que tenha sido o iluminado) inventou o Penne ao Pesto. Tão prático quanto saboroso.

 

 

 

 

 

 

 

Ingredientes

500g  Penne

1 x nozes picadas

1 x manjericão fresco

1 x parmesão ralado grosso

2/3 x azeite de oliva extra-virgem

1 dente de alho picado

Preparo

pitadas de sal

Preparo

Coloque os ingredientes no liquidificador nessa ordem: azeite, alho, sal, manjericão, queijo ralado e nozes. Triture alguns segundos e misture ao penne recém cozido. Sirva imediatamente.

         

Sempre amei comida árabe, especialmente Homus (que nada mais é do que pasta de grão-de-bico). Não tinha receita, então inventei. E deu certo! Sei que a receita original leva molho de Tahine (óleo de gergelim). A minha ficou boa mesmo sem Tahine, e tenho a impressão de que também ficou mais leve. Depois de batido, altere as medidas segundo seu paladar – mais sal, mais limão ou mais azeite. Com essas quantidades ficou suave e as crianças adoraram.

Ingredientes

250g grão-de-bico

2/3 x azeite de oliva extra-virgem

2 dentes de alho esmagado

1 limão

1 col. chá rasa de sal

Preparo

Deixe o grão-de-bico de molho de um dia para outro

Cozinhe na panela de pressão por 20 min.

Bata no liquidificador na seguinte ordem: primeiro o azeite, 1/2 x do caldo da panela, suco do limão, alho, sal e por último o grão-de-bico. Se precisar, acrescente mais caldo para amolecer. Deve ficar pastoso.

 

 

 

 

 

 

 

Ingredientes (para 2 pessoas)

250g de fusilli (1/2 pacote)

1/3 x de azeite de oliva extra-virgem

½ cebola média picada

1 dente de alho picado

2 tomates picados

7 azeitonas pretas descaroçadas e picadas

1 colher de chá de mel

Pitadas de sal (ou ½ colher de café)

Pimenta a gosto

Preparo

Numa frigideira, doure a cebola no azeite e em seguida acrescente o alho. Junte o tomate picadinho, as azeitonas, o mel (para tirar a acidez do tomate), pitadas de sal e pimenta. Refogue até que o tomate se desmanche. Abra as sardinhas ao meio, retire a espinha dorsal e pique. Junte ao refogado, acrescente mais umas pitadas de sal, mexa bem em fogo baixo e desligue.

Numa panela grande, cozinhe o fusilli (com 1 colher de sopa de sal) por cerca de 11 minutos ou até que esteja al dente. Coe, misture ao refogado de sardinha e regue com azeite de oliva.

Pique o tomate bem miudinho

Refogue as sardinhas por último e regue com mais azeite

Essa semana fui com minha filha  atrás de uma torta de nozes. Encontramos uma linda no café do Anexo do Espaço Unibanco, e além de linda ela era realmente uma delícia. Minha filha amou. Para o meu paladar, estava um pouco doce demais e faltava alguma fruta – maçã, de preferência. Decidi então criar a minha. Com massa podre, maçã e um pouquinho de banana (maçã solta água e demora a ficar cremosa; a banana dá mais cremosidade ao recheio). E ficou sensacional…modéstia à parte, claro! E agora com vocês, nossa versão da torta de nozes, com a ajuda preciosa das meninas.

Caramelize as nozes antes de assar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ingredientes

Massa podre

220 g de farinha de trigo

100 g de manteiga em temperatura ambiente

1 ovo

1 colher de café de fermento em pó

Misture todos os ingredientes e amasse com as mãos até formar uma massa homogênea. Forme uma bola, embrulhe em plástico-filme (ou numa sacola de plástico) e deixe na geladeira por 30 minutos.

Recheio

3 maçãs descascadas e picadas

2 bananas picadas

2 x de nozes sem casca

1 colher de café de canela

1 colher de sopa de manteiga

5 colheres de sopa de açúcar

1 colher de sopa de mel

1 colher de sopa de creme-de-leite

suco de 1/2 limão

Numa tijela, junte a banana e a maçã picadas e esprema o suco de meio limão para a fruta não pretejar. Numa panela, derreta a manteiga em fogo baixo, misture as frutas, 2 colheres de açúcar e a canela e deixe cozinhar até que fique cremoso, mas preserve os pedaços de maçã. Forre o fundo de uma forma com a massa, furando com um palito para não levantar bolhas. Numa outra panela, derreta o restante do açúcar e, quando estiver formando o caramelo, despeje as nozes e o mel. Cubra a massa com o recheio de maçã e banana e, por cima, as nozes caramelizadas e asse em forno médio (+ ou – 200°C) por cerca de 30 minutos ou até que a massa esteja dourada.

Amasse bem com as mãos antes de formar a bola

Esprema o limão sobre as frutas

Distribua bem a massa e fure com um palito

Cozinhe as frutas até que a banana fique cremosa

Adoro bolos secos, não muito doces e de preferência com frutas secas (amo todas), para tomar com chá. Então lembrei do bolo inglês. Uma vez, viajando pelo Reino Unido, fiz um ranking do melhor bolo inglês. O curioso é que o bolo inglês de Londres era totalmente diferente do servido em Oxford, e muito parecido com os que provei em cidades escocesas como Glasgow ou Edimburgo. O de Oxford era o melhor – mais molhadinho, menos doce e com mais nozes. Perguntei à dona do café o motivo, e a resposta foi: “É porque a receita é minha”. Infelizmente, não fui presenteada com a receita, então resolvi fazer uma versão das que encontrei na internet. Ficou boa, mas da próxima vez colocaria mais manteiga (ou margarina, dobraria a quantidade) e frutas secas, prinicpalmente as nozes. It’s up to you.

Bolo perfeito para o chá da tarde. Seja generoso com as nozes.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ingredientes

4 ovos separados

2 x de açúcar

2 colheres de sopa de margarina

3 x de farinha de trigo

1 x de leite

1 colher de sopa de fermento

200g de frutas secas picadas

Preparo

Unte uma forma para bolo inglês com manteiga e farinha. Bata as claras em neve e reserve. Pré-aqueça o forno a 200°C e pique bem as frutas, ou bata levemente no liquidificador até que fiquem trituradas. Com a batedeira, bata as gemas e o açúcar até formar um creme lisinho. Acrescente a farinha peneirada, o leite e a margarina e continue batendo até que a massa fique encorpada e homogênea. Com uma colher, misture as frutas secas, a clara em neve e por último o fermento. Asse em fogo médio por + ou – 30 minutos ou até que doure e a massa se desprenda das bordas.

Bata bem a massa para que fique bem fofinho

 

 

Há um mês não posto nada. Há um mês mudei de casa, de cidade, de estilo de vida…Mas o que impediu de botar a mão na massa aqui no blog foram as intempéries de janeiro (que quase destelharam a minha casa) e a NET, empresa com a qual vivo em litígio há mais de um mês. Hoje é o segundo dia que tenho internet em casa, e o primeiro que não chove em nossas cabeças. Para comemorar, um sandubinha preguiçoso, mas com sabor de recomeço. Que tal Sandubinha de chuva?  A todos um bom recomeço.

Pão integral, mussarela de búfala, tomatinho pera, fome e preguiça. Voilá.

Fiz semana passada mas não ficou muito boa. Então refiz, porque detesto quando uma receita dá errado. E a de hoje ficou um espetáculo…Ainda que não tenha comprovação científica, acredito que tudo na cozinha desanda quando cozinhamos tristes (ou, como no filme Como água para chocolate, os comensais saem da mesa chorando…). Porque cozinhar tem dessas coisas, é ao mesmo tempo alquimia e emoção.


 

 

 

 

 

 

 

Massa

250g de farinha de trigo

1 ovo

1 colher de café de fermento em pó

150g de manteiga

Misture tudo até que forme uma massa homogênea. Faça uma bola, embrulhe em saco plástico e deixe na geladeira por 30 minutos.

Recheio

500ml de creme de leite fresco

5 ovos

1 colher de café de sal

pitadas de nóz-moscada

pitadas de pimenta do reino

70g de tomate seco

500 g de mussarela de búfala

manjericão fresco

Bata no liquidificador o creme de leite com os ovos e os temperos. Retire a massa da geladeira e cubra o fundo de uma forma redonda de 30 a 35cm de diâmetro. Forre a massa com a mussarela de búfala, o tomate seco e o manjericão, cubra com o creme e asse em forno médio por 40 minutos.

A mussarela e o tomate seco vão antes do creme

%d blogueiros gostam disto: